Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Granadeiro não sabe quem sugeriu Rui Pedro Soares para a PT

O presidente da PT disse hoje aos deputados que ficará "surpreendido" caso se confirmem as suspeitas que pendem sobre Rui Pedro Soares. Clique para visitar o dossiê Face Oculta

O presidente da Portugal Telecom afirmou hoje não se recordar quem sugeriu Rui Pedro Soares para administrador da empresa em 2006 e garantiu que será o "mais surpreendido" caso se confirmem as suspeitas que pendem sobre ele.

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ FACE OCULTA "Não sei", respondeu Henrique Granadeiro à deputada do CDS-PP Cecília Meireles, quando esta lhe perguntou quem foram os acionistas que sugeriram o nome de Rui Pedro Soares para a lista do conselho de administração da PT formada em 2006. "Não me recordo quem sugeriu o nome de Rui Pedro Soares, como não me lembro dos outros 24 [o conselho de administração da PT é formado por 25 administradores]", disse Granadeiro, que está a ser ouvido na comissão parlamentar de inquérito ao plano da PT para comprar a TVI. O presidente da PT referiu ainda que na altura em que a lista foi formada, "não houve nenhuma manifestação de vontade contra ou de interrogação em relação à nomeação de Rui Pedro Soares". Henrique Granadeiro disse ainda que caso se confirmem as suspeitas que pendem sobre Rui Pedro Soares, ficará bastante surpreendido. "Se se confirmarem as suspeitas que estão pendentes sobre Rui Pedro Soares, o maior surpreendido da história sou seguramente eu", afirmou. Criada por requerimento potestativo do PSD e do BE, a comissão tem como objeto "apurar se o Governo, direta ou indiretamente, interveio na operação conducente à compra da TVI e, se o fez, de que modo e com que objetivos". Além disso, a comissão visa "apurar se o primeiro ministro disse a verdade ao Parlamento, na sessão plenária de 24 de junho de 2009", quando referiu que não tinha sido informado sobre o plano. Para analisar estas questões, os deputados querem ouvir 21 figuras. O primeiro ministro será o último a ouvir e através de depoimento escrito. Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.