Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Gemada no Parlamento ucraniano (vídeo)

Permanência da frota russa no Mar Negro provoca lançamento de ovos, bombas de fumo e agressões entre os deputados no Parlamento da Ucrânia. (Veja vídeo no final do texto) Clique para visitar o canal Life & Style.

Cristina Peres (www.expresso.pt)

Uma considerável gemada, coroada por bombas de fumo, resultou do arremesso de inúmeros ovos na sessão desta manhã do Parlamento ucraniano, quando os deputados se envolveram em confrontos físicos.   

As agressões surgiram na sequência da ratificação do polémico acordo alcançado na semana passada pelo Presidente Viktor Yanukovich e o seu homólogo russo, Dimitri Medvedev, na sequência do qual o preço do gás russo baixa 30% em troca da permanência da frota russa no Mar Negro até 2042. Ou seja, mais 25 anos do que o previsto (anterior prazo terminava em 2017, segundo o acordo bilateral assinado em 1997). 

Apesar de o acordo ter sido ratificado por 236 votos, mais dez do que o mínimo necessário, a oposição argumenta que Viktor Yanukovitch 'vendeu' a independência da Ucrânia e mantém cerco ao edifício do Parlamento (Rada Suprema), em cujo interior se travou uma guerra inédita na história do país: agressões, arremesso de ovos, bombas de fumo e o presidente do Parlamento, Vladimir Litvin, protegido da chuva de ovos por guarda-chuvas.

Frota russa juntou inimigos

A permanência da frota russa no Mar Negro conseguiu unir os co-líderes da Revolução Laranja, e até recentemente inimigos declarados, o ex-Presidente Viktor Yushchenko e a primeira-ministra Yulia Timoshenko, que se reuniram ontem à noite para coordenar os protestos nas ruas de Kiev.

Viktor Yanukovitch venceu as eleições no passado dia 7 de Fevereiro com a promessa de estreitar as relações com a Rússia, que se encontravam degradadas desde a chegada de Viktor Yushchenko ao poder.

Vídeo SIC da confusão no Parlamento ucraniano: