Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

França: socialistas ganham Senado com maioria absoluta

Vitória da esquerda francesa, primeira no Senado em 50 anos, acontece sete meses antes das eleições presidenciais.

A esquerda francesa conquistou ontem, pela primeira vez em mais de 50 anos, a maioria absoluta na câmara alta do parlamento (Senado), sete meses antes das eleições presidenciais, anunciou um dirigente socialista.

Os socialistas, que às 19h de ontem já tinham 22 lugares, estavam dependentes do resultado do departamento da Mancha (noroeste) para conseguir os 23 necessários à maioria absoluta, de acordo com a agência noticiosa francesa AFP.

Alguns minutos depois, o 23.º senador socialista foi eleito e a maioria conquistada, antes mesmo de conhecidos os resultados nos departamentos ultramarinos franceses de Martinica e Guadalupe, que não deverão alterar o resultado final.

Governo de Sarkozy prossegue política

"A esquerda conseguiu pela primeira vez a alternância" no Senado, congratulou-se Jean-Pierre Bel, líder dos senadores socialistas que, teoricamente, poderá suceder na presidência daquela câmara a

Gérard Larcher, do partido da direita UMP (União para um Movimento Popular) do Presidente de França, Nicolas Sarkozy.

Este escrutínio destinava-se a renovar 170 dos 348 lugares no Senado. A porta-voz do governo de direita, Valérie Pécresse, afirmou "lamentar" este resultado para o presidente cessante do Senado e para os senadores da maioria presidencial.

Esta vitória da esquerda não deverá impedir o governo de Sarkozy de prosseguir a sua política, com o apoio da Assembleia Nacional (câmara baixa), à qual a Constituição atribui um papel predominante sobre o Senado.