Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

"Europa tem trabalhado muito" pela paz no Médio Oriente

Durão Barroso salienta que, no essencial, há consenso na Europa em relação à questão palestiniana.

Filipe Santos Costa, em Nova Iorque (www.expresso.pt)

Durão Barroso desvaloriza as divergências entre os países da União Europeia na questão palestiniana. Numa declaração ao Expresso, após um encontro bilateral com o Rei da Jordânia, em que o processo de paz no Médio Oriente foi tem incontornável, o presidente da Comissão Europeia salienta que "a União Europeia trabalhou muito com as partes envolvidas neste processo para que haja a melhor solução para o povo palestiniano".

A prova desse trabalho, diz Barroso, são declarações de reconhecimento que ouviu do Rei Abdullah, que "agradeceu nos termos mais entusiásticos o papel notável da UE para conseguir que o processo de paz volte a ter lugar".

"Estamos à procura de uma solução que permita garantir aquele que foi sempre o nosso objetivo: dois Estados, com o direito do povo palestiniano a ter o seu Estado, e o direito de Israel a viver em segurança, com as suas fronteiras reconhecidas", diz Barroso. É nesse sentido o esforço que está a ser feito por Katherine Ashton, salienta o presidente da Comissão: "Conseguir que a Europa tenha uma intervenção positiva no processo, de modo a evitar que a questão israelo-palestiniana continue a dificultar a paz em todo o Médio Oriente".