Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Estilista belga substitui Galliano na Dior

  • 333

Raf Simons foi nomeado novo diretor artístico da Dior, mais de um ano depois de John Galliano ter sido despedido por comentários antissemitas.

Mariana Cabral (www.expresso.pt)

O estilista belga Raf Simons é o novo diretor artístico da casa Dior, sucedendo ao britânico John Galliano, demitido das suas funções há mais de um ano depois de comentários antissemitas.

Raf Simons, cujo primeiro trabalho na Dior será apresentado em julho, em Paris, terá a seu cargo coleções de alta costura, pronto-a-vestir e acessórios femininos, precisou a casa parasiense em comunicado, citada pelas agências noticiosas internacionais.

O seu antecessor, John Galliano, foi demitido do cargo depois de, em março do ano passado, ter proferido comentários antissemitas.

Posteriormente, o estilista britânico retratou-se, mas um tribunal francês condenou-o, com pena suspensa, ao pagamento de uma multa de seis mil euros, em setembro do ano passado.

"Um dos maiores talentos atuais"

No anúncio da nomeação de Raf Simons, a Dior revelou "grande entusiasmo" e não poupou elogios ao estilista, qualificando-o como "um dos maiores talentos atuais". Por sua vez, Simons realçou que "o nome de Dior simboliza o máximo em elegância".

Raf Simons tem 44 anos e é caracterizado pelo "The Guardian" como um belga intelectual, com uma forte paixão pela arte e pela cultura jovem.

Simons criou a sua primeira coleção em 1995, depois de ter trabalhado com Walter Van Beirendonck, em Paris. Dez anos depois atingiu o ponto alto da carreira: foi nomeado diretor criativo da casa Jil Sander, na qual estava atualmente, recebendo vários elogios por todas as coleções. As criações Raf Simons são também vendidas no Barneys, em Nova Iorque.