Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

"Esta é uma vitória para toda a Europa", diz Samaras

O líder da Syriza já felicitou Antonis Samaras, da Nova Democracia, para o pela vitória.

O líder do partido Nova Democracia disse hoje, durante o seu discurso de vitória, que o povo grego demonstrou vontade em continuar na zona Zona Euro e honrar os compromissos do país. 

"Esta é uma vitória para toda a Europa", disse Antonis Samaras, antes de apelar a um executivo de união.

"Apelamos a todas as forças políticas que partilhem o objetivo de manter o país no euro (...) para participarem num governo de união". O líder do Pasok, (socialistas moderados), Evangelos Venizelos, já anunciou as suas condições e propôs a formação de uma "grande coligação" que integre a Nova Democracia, a coligação de esquerda Syriza e os moderados da Esquerda Democrática (Dimar). 

"Se queremos uma Grécia que permaneça no euro, amanhã deve haver um governo", disse o líder da terceira força política do país, que sublinhou a "missão nacional" dos partidos para tentar recuperar a economia grega.

Os últimos dados oficiais sobre as legislativas antecipadas de hoje referem que a ND de Samaras vai garantir um resultado entre os 29,5 e os 30 por cento, obtendo 128 lugares no parlamento de 300 lugares (já incluindo o "bónus" de 50 deputados garantido pelo partido mais votado). 

A Syriza de Alexis Tsipras confirma a segunda posição, com 27,1 por cento por cento e 72 deputados. 

Já o Pasok de Evangelos Venizelos obterá 12,3 por cento (33 deputados) e estará em condições de integrar um governo de coligação com os conservadores assente numa maioria parlamentar.

Para formar um governo maioritário, uma coligação necessita de assegurar um mínimo de 151 lugares no parlamento.