Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Duas novas crias no Jardim Zoológico de Lisboa

O Jardim Zoológico de Lisboa tem dois novos residentes com o nascimento de uma cria de hipopótamo-pigmeu e outra de chimpazé.

O Jardim Zoológico de Lisboa tem dois novos residentes. "O nascimento de uma cria de hipopótamo-pigmeu a 20 de Fevereiro e outra de chimpazé a 26 de Março "reforçam o papel do parque na conservação das espécies e comprovam que tem um dos índices de reprodução mais elevados da Europa", refere o JZ em comunicado.

Com 125 anos de existência, o zoo de Lisboa foi o primeiro parque com fauna e flora da Península Ibérica. Acolhe, no momento, cerca de 2000 animais pertencentes a 360 espécies.

Pais hipopótamo-pigmeu com 18 anos

A cria de Hipopótamo-pigmeu é do sexo feminino e chama-se Estrela. É filha de Tana (mãe) e Pipo (pai), os únicos dois membros do grupo de Hipopótamos-pigmeu do Jardim Zoológico, ambos com 18 anos.

O período de gestação desta espécie é de 184 a 204 dias, após os quais nasce uma cria (excepcionalmente duas). A amamentação dura seis a oito meses e atingem a maturidade sexual aos quatro/cinco anos de idade.

Ainda se desconhece o sexo da cria de chimpanzé

Ainda se desconhece o sexo da cria de chimpanzé

Sexo desconhecido no chimpazé

Por agora ainda se desconhece o sexo da cria de Chimpanzé, informa o JZ na sua nota, uma vez que esta se encontra ainda "muito ligada e dependente da mãe". É filha de Kali, de 22 anos, e de Dari, o macho dominante do grupo familiar, com 24 anos de idade. A cria tem já quatro irmãos da parte do pai.

No que diz respeito ao acasalamento, os chimpazés fazem-no em qualquer altura do ano. As fêmeas no cio são cobertas pelos machos das posições hierárquicas mais elevadas.

Segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza, o Hipopótamo-pigmeu encontra-se vulnerável e o Chimpanzé está em perigo, devido à destruição do seu habitat e à caça ilegal.