Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Director nacional diz "compreender" motivações

Alípio Ribeiro afirmou hoje que compreende os motivos do magistrado Almeida Pereira para não assumir a direcção da PJ Porto.

O director nacional da Polícia Judiciária (PJ) disse hoje "compreender" as motivações que levaram o magistrado do Ministério Público Almeida Pereira a recusar ser o próximo director da PJ do Porto, depois de aceitar o convite.

"Compreendo as motivações (de Almeida Pereira), com certeza que as compreendo, mas neste momento não falo sobre esta matéria", declarou Alípio Ribeiro à Antena 1, à margem da apresentação do projecto "SOS Azulejo" no Instituto Superior de Polícia Judiciária e Ciências Criminais no Barro, em Loures.

Em comunicado hoje distribuído, o magistrado Alemeida Pereira refere que, face ao ambiente gerado na sequência da comunicação pública da sua aceitação do cargo, entendeu "adequado" comunicar às entidades competentes a sua decisão de "recusa do convite aceite".