Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

"Diabo de Gaia" detido por contrabando de tabaco

Carlos Santos, adepto do Benfica que agrediu um árbitro auxiliar no Estádio da Luz, num jogo contra o FC Porto, e mais conhecido como "Diabo de Gaia", foi hoje detido numa megaoperação por contrabando de tabaco.

Joaquim Gomes (www.expresso.pt)

O empresário Carlos Santos, conhecido pela alcunha de "Diabo de Gaia", famoso por ter agredido um árbitro auxiliar no jogo Benfica -FC Porto, em Agosto de 2008, é um dos seis detidos por contrabando de tabaco numa mega operação da GNR.

A Unidade de Acção Fiscal da GNR deteve Carlos Santos em Gaia durante uma operação do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), liderada por de Cândida Almeida.

Durante a operação foram executados 35 mandados de busca, tendo sido

apreendidos 13 veículos, 30 000 maços de tabaco de diversas marcas (sendo o valor de imposto em divida ao Estado de 85 600 euros), 1 560 litros de produtos carburantes, 10 litros de aguardente, 20 litros

de uísque, 155 litros de licor, 40 telemóveis e diversos cartões para telemóveis, computadores e diversos artigos informáticos (pen drives e disquetes), uma arma de caça de calibre 12 com 23 cartuchos, um revolver .25 com uma munição, uma pistola 6,35 mm, uma arma de alarme, diversos documentos relacionados com as actividades ilícitas e 7 175 euros). O valor presumível da mercadoria é de cerca de 258 535 euros. 

Estado lesado em 2 milhões

O famoso "Diabo de Gaia" encontra-se neste momento nas instalações do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), com os outros cinco arguidos, suspeitos de terem lesado o Estado em cerca de dois milhões de euros em impostos.

O grupo será hoje interrogado pelo juiz Carlos Alexandre. Os arguidos são suspeitos de associação criminosa, fraude fiscal, contrabando de tabaco e importação fraudulenta no mercado português.

Os arguidos foram detidos hoje de manhã no Grande Porto, mas a operação da Guarda Nacional Republicana decorreu a nível nacional.

"A investigação já decorria há mais de um ano", salientou fonte do Departamento Central de Investigação e Acção Penal.

"Diabo de Gaia" um ano longe dos estádios

Carlos Santos ficou famoso após ter agredido o árbitro auxiliar José Ramalho, da equipa de arbitragem de Jorge Sousa, na 2ª jornada da Liga 2008/09, durante o jogo Benfica-FC Porto, no Estádio da Luz. O jogo  terminou empatado a 1-1.

O conhecido adepto do Benfica, que mais tarde confessou numa entrevista ao Expresso estar "arrependido" e "envergonhado" de ter agredido o fiscal de linha, foi depois condenado no Tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa a um ano de prisão por ofensa à integridade física qualificada - substituída por 140 dias de multa - e à interdição de frequentar estádios de futebol durante um ano.

O "Diabo de Gaia" foi ainda condenado a indemnizar o árbitro José Ramalho em 2.500 euros.