Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Depressão mantém Madeira e 13 distritos sob aviso amarelo

Apenas os Açores e o norte do continente estão imunes a esta depressão. Tromba de água que ontem se formou em Lisboa pode repetir-se hoje, alerta o Instituto de Meteorologia.

O arquipélago da Madeira e 13 distritos de Portugal continental mantêm-se hoje sob aviso amarelo, devido às previsões do Instituto de Meteorologia de continuação de ocorrência de chuva e trovoadas.

O agravamento das condições meteorológicas em Portugal continental e na Madeira devem-se à existência de uma depressão localizada entre os dois locais, situação que está a provocar grande instabilidade e que deverá manter-se até ao final da semana, de acordo com o Instituto de Meteorologia. 

Esta situação originou na quarta feira à tarde a formação de uma tromba de água no rio Tejo, na zona das Olaias, em Lisboa, algo que o Instituto de Meteorologia admite poder repetir-se, embora advirta que se trate de ocorrências de muito difícil previsão. 

Apenas as ilhas açorianas e o norte do país estão imunes a esta depressão, com Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real e Bragança a serem os únicos pontos do Portugal que estão sem qualquer aviso. 

Alerta para eventuais cheias

Devido às previsões meteorológicas, a Autoridade Nacional para a Protecção Civil mantém esses mesmos 13 distritos sob alerta azul, dada a possibilidade de ocorrência de "cheias rápidas em meio urbano, cortes de estrada devido a inundações, danos em estruturas, queda de árvores, deslizamentos de terras e acidentes de viação".  

O alerta azul, iniciado às 16h de terça feira, deverá manter-se até às 20h de hoje, abrangendo os distritos de Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Santarém, Portalegre, Lisboa, Setúbal, Évora, Beja e Faro. 

Segundo o Instituto de Meteorologia, em quase todo o país o céu apresentar-se-á hoje geralmente muito nublado, com a previsão de ocorrência de aguaceiros, por vezes fortes, e existindo ainda condições para trovoadas e queda de granizo. O vento será moderado (20 a 35 km/h) do quadrante sul, soprando por vezes forte (30 a 55 km/h) nas terras altas e na região sul, sobretudo no litoral. 

Relativamente ao estado do mar, na costa ocidental a norte do Cabo Carvoeiro as ondas serão de oeste com um metro, passando depois a sudoeste com 1,5 a dois metros. Na costa ocidental a sul do Cabo Carvoeiro, as ondas serão de sudoeste com 1,5 metros, aumentando para os 2,5 a 3,5 metros. A temperatura da água do mar deverá oscilar entre os 15 graus Celsius e os 17. 

Na costa sul, as ondas de sueste com dois a três metros transformar-se-ão depois em ondas de sudoeste com três a 4,5 metros, sendo que a água deverá atingir os 17º. 

Segundo informação no site da Marinha, as barras de Lagos, Alvor, Tavira e Vila Real de Santo António, no sul algarvio, encontram-se encerradas, enquanto que a de Vila do Conde, a norte, está condicionada. 

Vento forte na Madeira

No arquipélago da Madeira, também sob aviso amarelo, as previsões meteorológicas serão muito semelhantes, com o céu a apresentar-se muito nublado e prevendo-se a ocorrência de aguaceiros, por vezes fortes e em especial nas zonas montanhosas, e condições favoráveis a trovoadas. O vento soprará igualmente forte, entre os 40 e 55 km/h, de sudoeste e com rajadas que poderão atingir os 80 km/h. Nas zonas montanhosas, o vento será forte a muito forte (50 a 70 km/h) de sudoeste, com rajadas até 90 km/h. 

Quanto ao estado do mar na Madeira, na costa norte as ondas de noroeste terão 3,5 a 4,5 metros, enquanto que na costa sul as ondas de sudoeste poderão atingir uma altura entre os três e os quatro metros. A temperatura da água do mar deverá ser de 18º. 

As temperaturas máximas do ar previstas para hoje são de 15º em Ponta Delgada e 20º no Porto, Lisboa, Faro e Funchal. 

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.