Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Decisão final sobre Relvas saiu incompleta

  • 333

Texto final não tinha escrito que regulador considerava inaceitável a ameaça do ministro ao "Público".

A deliberação da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) relativa às alegadas pressões ilícitas de Miguel Relvas sobre o jornal "Público" saiu incompleta.

A versão final do documento deveria incluir a frase "a ERC considera, tal como a direção do 'Público', que a pressão foi inaceitável, e considera também que a resposta da direção do 'Público' foi proporcional à ameaça". Mas um lapso dos serviços do regulador acabou por não atualizar a versão anterior - e que acabou por ficar como definitiva.

Leia o artigo completo na edição impressa do Expresso.

Escolha uma das opções para ler o artigo inteiro