Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Cicciolina quer ser presidente "otimista-futurista" da Câmara de Monza

A ex-atriz de cinema porno e ex-deputada do parlamento italiano, Cicciolina, anunciou hoje a sua candidatura,  à presidência da Câmara Municipal de Monza, norte de Itália, pelo partido Otimista-futurista.

Maria Luiza Rolim (www.expresso.pt)

Cicciolina decidiu voltar à política. A ex-atriz porno e ex-deputada do parlamento italiano quer ser eleita presidente da Câmara Municipal de Monza, no norte de Itália.

Ilona Staller, mais conhecida como Cicciolina, apresentou a sua candidatura hoje, pelo partido "Otimista-futurista", cuja criação foi também anunciada.

"Vou transformar Monza numa cidade excitante. (Monza) Tem muitas capacidades. Poderíamos transformar o Palácio Real em casino. Com isso, a Câmara Municipal ficaria cheia de dinheiro", prometeu.

Partido "de gente honesta"

"Vamos fundar um partido otimista e futurista, que acabe com os abusos, com os votos e contratos manipulados e com a corrupção", disse Cicciolina numa entrevista à revista "Oggi". "Vamos criar um partido de gente honesta, antimilitarista e que defenda os direitos dos mais fracos. Quero sair às ruas e ouvir os problemas das pessoas", acrescentou.

A candidatura de Cicciolina já está a levantar polémica, em especial porque a ex-atriz vai receber, como deputada,  uma reforma de cerca de 3 000 euros mensais quando completar 60 anos, ou seja, em novembro, como prevê a lei italiana.

Cicciolina iniciou a sua carreira política em 1979, pelo Partido do Sol, o primeiro partido ecológico italiano, que condenava o uso da energia nuclear e defendia a luta contra a fome no mundo. 

Entre 1987 e 1992, foi deputada pelo Partido Radical italiano. 

Nascida na Hungria, Cicciolina ficou conhecida por sua carreira como estrela porno e por andar com as mamas à mostra. Casou-se em 1991 com o escultor norte-americano Jeff Koons, de quem tem um filho. Divorciou-se um ano depois após um complexo processo pela guarda da criança.

As controversas fotografias de Cicciolina com Jeff Koons, que se autorretratava com a sua então mulher em pleno ato sexual, fazem parte da Bienal de São Paulo que este ano comemora 60 anos com uma grande mostra de arte contemporânea norte-americana.