Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Chuva de meteoritos Perseid vai ser visível na madrugada de sábado

A chuva de meteoritos Perseid vai dar uma outra cor às primeiras horas da madrugada de sábado. Contudo, o fenómeno, anual, pode não ter agora o mesmo impacto devido à quase lua cheia que vai acontecer.

Tiago Oliveira (www.expresso.pt)

Chegou o momento por que muitos aficionados do visionamento do espaço esperam todos os anos. A chuva de meteoritos Perseid vai passar a ser visível nas primeiras horas da madrugada de sábado, estando previsto que atinja o auge de um meteorito por minuto por volta das seis da manhã.



O fenómeno acontece quando a rotação do planeta Terra o faz aproximar de um rasto de detritos originado pelo percurso do cometa Swift-Tuttle. Um processo que se repete todos os anos e que torna a chuva de meteoritos Perseid num dos acontecimentos mais regulares do calendário espacial.



"A Perseid é uma das mais fiáveis chuvas de meteoritos que se pode ver. Normalmente consegue-se observar, pelo menos, algumas dezenas de meteoritos por hora se o sítio do visionamento for ideal" afirmou Robert Massey, secretário executivo da Real Sociedade Astronómica, em declarações à BBC. "É igualmente um grande exemplo de um espetáculo astronómico gratuito, que não necessita de nenhum equipamento especial para ser apreciado", acrescentou.



No entanto, o período de quase lua cheia que se vai verificar nas primeiras horas de sábado pode prejudicar o acontecimento, uma vez que a claridade do satélite natural vai obstruir a visão de alguns dos meteoritos.



"O auge vai coincidir com uma quase lua cheia, é possível que só se vejam alguns meteoritos mais brilhantes por hora", confessou o secretário da Real Sociedade Astronómica. "Porém, se quem observar encontrar um local com céu claro e for paciente o suficiente para esperar, os meteoritos que vir podem ser muito luminosos" explicou Massey.



É aconselhável ver as previsões meteorológicas para escolher o local mais adequado para tentar ver a Perseid. A chuva de meteoritos vais ser visível até 22 de agosto, embora sempre com menos intensidade.