Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Christian Bale agredido por autoridades chinesas (vídeo)

  • 333

O ator inglês Christian Bale foi agredido por autoridades chinesas ao tentar visitar o dissidente Chen Guangchen, em prisão domiciliária há 15 meses.

Tiago Oliveira (www.expresso.pt)

A estadia de Christian Bale na China está a ser manchada por um episódio polémico. O conhecido ator inglês que se encontra no país para promover a produção chinesa que protagoniza, "Flowers of War", foi agredido e ameaçado quando tentava visitar o dissidente chinês Chen Guangchen. Tudo se passou à entrada da aldeia de Dongshigu, a oito horas de carro de Pequim, quando um grupo de guardas bloqueou Christian Bale que se encontrava com uma equipa de reportagem da CNN. Os seguranças reafirmaram a proibição de entrar nas imediações e agrediram o ator. Em declarações reproduzidas pela CNN, Chistian Bale reafirmou não ter tentado visitar Chen Guangcheng por publicidade, mas sim para chamar a atenção para a situação do ativista legal. "Eu não sou bravo por fazer isto. Quero apoiar a população local que fazem frente às autoridades e insistem em tentar visitar Chen [Guangcheng] e a sua família e que, como consequência, são agredidas e detidas.", confessou o ator

Preso por bloquear trânsito

Um carismático advogado cego e autodidata, Chen Guangcheng ganhou em 2005, quando chamou a atenção para um programa de abortos clandestinos do Governo chinês no âmbito da campanha nacional de controlo da natalidade. No ano seguinte seria preso por "perturbar o trânsito" tendo sido libertado da prisão em 2010, para ficar confinado à sua residência. Alertado para a história e situação de Chen Guangcheng enquanto se encontrava nas filmagens da película "Flowers of War", Christian Bale propôs à CNN uma reportagem no local onde o dissidente se encontra deito em prisão domiciliária há 15 meses. "Esta não é uma atitude que tenha normalmente. Mas é uma situação à qual eu não consigo virar as costas. Tudo o que queria fazer era apertar a mão ao homem, agradecer-lhe e dizer-lhe a inspiração que é".

Veja o vídeo do incidente: