Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Cavaco evoca Primavera de Praga

Cavaco Silva e a mulher junto da estátua de Santo António, na Ponte Carlos

Miguel A. Lopes/Lusa

Presidente da República faz em Praga elogio da luta pela liberdade na República Checa.

Luisa Meireles, na República Checa (www.expresso.pt)

Cavaco Silva evocou hoje a chamada "Primavera de Praga" ao discursar durante a tarde no salão nobre da Câmara Municipal da cidade.

"Em Praga, saúdo um dos locais que os portugueses associam a algumas das mais corajosas lutas pela liberdade e a democracia", afirmou o Presidente português, lembrando que foi precisamente em Abril de 1968 que ocorreu a revolta pacífica dos então checoslovacos, esmagada pelos tanques soviéticos.

"Foi há 42 anos que uma multidão em festa, reunida na Praça Venceslau, nos fazia acreditar que o sonho da mudança era possível, numa das mais belas páginas de uma Primavera que marcou a história", afirmou Cavaco Silva.

Reivindicação de Santo António

Presidente da República e a mulher colocam a mão na base da estátua de santo checo São João Nepumoceno, imitando a generalidade dos turistas, que assim fazem votos de regressar a Praga

Presidente da República e a mulher colocam a mão na base da estátua de santo checo São João Nepumoceno, imitando a generalidade dos turistas, que assim fazem votos de regressar a Praga

Miguel A. Lopes/Lusa

O discurso do Presidente da República teve também o seu momento de humor, ao lembrar que minutos antes tinha atravessado a conhecida Ponte Carlos, um monumento emblemático de Praga.

A ponte é adornada com várias estátuas de cariz religioso, sendo uma delas a de Santo António, identificado como "de Pádua".

O facto deu motivo a Cavaco Silva para corrigir a menção, dizendo que "Santo António não é de Pádua mas de Lisboa, tal como aqui está escrito e é o padroeiro da nossa capital".

Como um turista normal

Ao cruzar a ponte, o Presidente não quis deixar de por a mão, juntamente com a primeira-dama, na placa de metal da estátua do santo checo São João Nepumoceno, imitando a generalidade dos turistas, que assim fazem votos de regressar a esta cidade checa.

Cavaco Silva disse, aliás, que "vir a Praga e não atravessar a Ponte Carlos é como ir a Lisboa e não visitar os Jerónimos".