Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Cavaco cancela agenda devido a morte do irmão

O irmão do Presidente da República morreu ontem aos 55 anos em sequência de doença neurodegenerativa. 

António Cavaco Silva, irmão do Presidente da República, faleceu quinta feira, aos 55 anos, confirmou à Lusa fonte próxima da família.

António Cavaco Silva sofria de doença neurodegenerativa. Não foram adiantados pormenores sobre as cerimónias fúnebres.

Devido à morte do irmão, o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, não estará presente hoje e sábado nas iniciativas previstas no Museu da Presidência destinadas a assinalar o 25 de abril.

Na quinta feira, inserido na iniciativa "25 de Abril - Comemoração da Democracia no I Centenário da República", o chefe de Estado visitou as exposições "Marechal Spínola e a transição para a Democracia" e Flores de Campo Maior no Palácio de Belém, tendo assistido em seguida a um espetáculo multimédia com música original de Luis Cília, intitulado "Projectar Abril" e, ao final da noite, a um concerto dos "Deolinda".

Cavaco discursará no 25 de Abril

Hoje, o Presidente da República não estará presente no concerto "Doamor", de Paulo de Carvalho. Para sábado, estava marcado, no âmbito da mesma iniciativa do Museu da Presidência, um encontro com um grupo de escuteiros e diversos concertos, iniciativas que não contarão com a presença do chefe de Estado.

Domingo, e depois de discursar na sessão solene do 25 de Abril na Assembleia da República, Cavaco Silva assistirá ao final da tarde em Belém à atuação de grupos corais e etnográficos de Campo Maior e ao concerto "Abril", de Cristina Branco, dedicado a José Afonso.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.