Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Carteiro detido por burla informática

A Polícia Judiciária do Porto deteve hoje, em flagrante delito, em Gondomar um carteiro de 43 anos, suspeito de vários crimes de burla informática agravada.

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

No decurso de uma investigação despoletada no início do ano, a PJ identificou e prendeu, durante a madruga, um carteiro que há longos anos exercia a profissão no cidade do Porto.

Segundo fonte da PJ, a operação partiu de várias "denúncias da Unicre, de particulares e de uma entidade bancária".

Na posse do detido de 43 anos, divorciado, foram apreendidos dezenas de cartões multibanco, múltipla correspondência bancária e comprovativos de levantamentos ilícitos em ATM´s no valor de vários milhares de euros, além de 4.400 euros em numerário.

O exercício das funções de carteiro facilitava ao agora arguido fácil acesso à correspondência bancária dos moradores do seu giro postal habitual, da qual se foi sucessivamente apropriando.

O detido encontra-se a ser interrogado no Tribunal de Instrução Criminal do Porto, desconhecendo-se até ao momento se ficará detido preventivamente ou não.