Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Barroso apela à "responsabilidade de todos" em Portugal

Durão Barroso apelou hoje "à máxima responsabilidade de todos", incluindo do maior partido da oposição, para enfrentar a situação portuguesa.

Luísa Meireles (www.expresso.pt)

"Portugal tem uma situação exigente que reclama a máxima responsabilidade de todos, do Governo e das forças da oposição", afirmou, no final de uma intervenção na Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).

"Se forem levadas a cabo com determinação as medidas que já foram decididas e, se possível, com o maior consenso nacional", será possível afastar os cenários mais negativos, disse ainda o presidente da Comissão Europeia.

"Saúdo os passos que já foram dados, incluindo os do maior partido da oposição", acrescentou Barroso

Fragmentação europeia?

Na intervenção que fez a propósito do lançamento do livro "Europe 2030", cuja introdução assinou, Durão Barroso considerou que a Europa vive "momentos decisivos" e que "tenderá para a fragmentação se não reforçar a cooperação".

"As soluções europeias, em particular o euro, estão a ser testadas em termos de acções" mas - afirmou - "tenho a certeza de que este vai passar o teste".

"A Europa enfrenta problemas seriíssimos, entre os quais a falta de confiança em si própria, alimentada por um discurso político que também resulta da situação económico-social e de um certo "proteccionismo político", disse ainda.

Para Barroso, registam-se na Europa tendências para o populismo, formas de xenofobia, de cada um por si, "que podem por em causa o processo de afirmação europeia".