Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Austrália: Parlamento rejeitou casamento homossexual

  • 333

Parlamento australiano rejeitou o casamento entre pessoas do mesmo sexo, com 98 votos contra, entre os quais o da primeira-ministra Julia Gillard.

O Parlamento australiano votou contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, ao rejeitar a proposta por 98 votos contra 42 a favor, após um intenso debate sobre o tema.

A primeira-ministra Julia Gillard do partido trabalhista e o opositor conservador Tony Abbott estiveram entre os que votaram contra a proposta de legalização do casamento entre casais do mesmo sexo na Câmara dos Representantes.

Julia Gillard tinha autorizado um voto de consciência, dando liberdade de voto aos deputados do seu partido consoante as suas convicções individuais.

O deputado trabalhista Anthony Albanese, que votou a favor da reforma, disse que apesar da rejeição no Parlamento, os 42 votos favoráveis eram encorajadores. "Os números mostram que a há uma maioria comunitária que apoia esta questão... e penso que no futuro, o Parlamento vai acompanhar a opinião da comunidade", disse.

As uniões de casais do mesmo sexo são reconhecidas em cinco estados na Austrália.

Contudo, como o casamento é coberto pela legislação federal que o define como realizado entre um homem e uma mulher, os homossexuais em uniões civis não são reconhecidos pelo Governo nacional como "casados".