Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Alegre: Governo "não respeita a independência nem a República"

Histórico dirigente socialista não concorda com a eliminação dos feriados da implantação da República e da restauração da independência e deixa duras críticas ao Govern.  

Manuel Alegre, ex-candidato à Presidência da República, juntou a sua voz à de vários membros do PS e mostra desagrado em relação à eliminação dos feriados de 5 de outubro e de 1 de dezembro.

Para Manuel Alegre, o Executivo de Passos Coelho está a "atacar dois símbolos da identidade nacional". E acentua: "um Governo que toma uma decisão destas é um Governo que não respeita a independência nem a República". 

Para o ex-candidato presidencial, a eliminação dos feriados é "atentado cívico contra o país e à República". 

Recorde-se que no final do último Conselho de Ministros, Álvaro Santos Pereira, o responsável pela pasta da Economia, disse que iria propor aos parceiros sociais o fim dos feriados 5 de outubro e 1 de dezembro. 

Além destes feriados civis, O Governo prepara-se também para eliminar dois religiosos mas aguarda ainda pelas escolhas da Comissão Paritária da Igreja.