Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

"A vida é um sopro, um minuto", dizia Niemeyer

Quando Oscar Niemeyer fez 80 anos, disse que "a velhice é triste". Aos 100, afirmou que chegar a essa idade era "uma merda". E aos 104, assegurou que a sua vida, que foi vivida intensamente, afinal, "não foi nada especial".

Maria Luiza Rolim (www.expresso.pt)

Veja aqui o excertos do pensamento de Oscar Niemeyer e alguns depoimentos nos quais o arquiteto brasileiro fez o balanço da sua vida, do ativismo político e social, e do seu trabalho:

 

"Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida". (1998)

"A vida é um sopro, um minuto". (2001)

"Urbanismo e arquitetura não acrescentam nada. Na rua, protestando, é que a gente transforma o país". 2006

"O trabalho me distrai. Na minha idade a gente não pode ficar desocupado, que só pensa besteira". (2006) 

"Eu diria que Oscar Niemeyer é um ser humano como outro qualquer.  Um homem comum, que trabalhou como todos os outros. Passou a vida debruçado sobre uma prancheta. Interessou-se pelos mais pobres. Amou os amigos e a família". (2007)

"Sempre tive a ideia de que o dinheiro não vale nada. Teria vergonha de ser um homem rico. Considero o dinheiro uma coisa sórdida".  (s/d)

"A vida não é justa. E o que justifica esse nosso curto passeio é a solidariedade". (2007) 

"100 anos é uma bobagem, depois dos 70 a gente começa a se despedir dos amigos. O que vale é a vida inteira". 2007

"O que nós queremos na arquitetura é a mudança na sociedade. Não basta fazer uma cidade moderna. É preciso mudar a sociedade". (2007)

"Não acredito em nada. Acredito na natureza. Eu bem que gostaria de acreditar em Deus". (2007)

"Sou pessimista diante da ideia de que o homem,quando nasce,já começa a morrer, como notou Jean Paul Sartre". (2007)

"Os mais inteligentes se queixam do mundo. Acham que o mundo tem prazeres e alegrias, mas a razão de a gente estar aqui é precária. Em todo caso, ninguém quer abandonar o espetáculo". (s/d)

"O drama do ser humano é ver o homem nascer e morrer. Ninguém quer nem pensar sobre este assunto. Os mais ricos estão se divertindo. Não querem pensar em nada. Os outros nem têm nem tempo para viver". (2007) 

"A arquitetura não muda nada. Está sempre do lado dos ricos". (2007)

"A vida pode mudar a arquitetura. No dia em que o mundo for mais justo, ela será mais simples". (s/d)

"A humanidade precisa de sonhos para suportar a miséria., nem que seja por um instante". (s/d)

"O sujeito para ser feliz tem de ter saúde e dinheiro, mas tem de ser burríssimo, porque pode viver como um bicho. Desde que olhe em volta e veja que existe tanta gente sofrendo, a vida fica mais amarga". (2007)

"Sempre digo que a arquitetura não é o mais importante para mim. O importante é a vida, os amigos". (2007) 

"A direita quer manter este clima de poder, de injustiça social e de subserviência". s/d

 "Camus diz em "O Estrangeiro" que a razão é inimiga da imaginação. Às vezes é preciso deixar a razão de lado e fazer uma coisa bonita". (s/d)

"Se eu projetasse a casa do Big Brother os participantes iriam brigar pra ver quem saía primeiro". No seu blogue e no Twitter.

"Segredo da longevidade: Não viva cada dia como se fosse o último. Viva como se fosse o primeiro". No seu blogue e no Twitter

 "Existem apenas dois segredos para manter a lucidez na minha idade: o primeiro é manter a memória em dia. O segundo eu não me lembro". No seu blogue e no Twitter