9
Anterior
Obama recusa pedir a demissão de Weiner
Seguinte
Berlusconi reconhece derrota nos referendos
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Acha que sabe fazer caracóis? (vídeo)

Acha que sabe fazer caracóis? (vídeo)

Cozinhar um gastrópode não é para todos, pelo menos para conseguir o toque que os torna num dos petiscos preferidos dos portugueses. Franceses e Marroquinos cozinham os caracóis de forma diferente. Saiba como.
|

Experimente você mesmo(a) a fazer os seus caracóis, pode optar pela receita convencional ou - se já for um(a) cozinheiro(a) experiente, tentar reproduzir a receita francesa de Ravioli de Caracol com suco de agrião e caviar de caracoleta.

Receita de caracóis à portuguesa:



Ingredientes:


- 2 kg de caracóis

- 80 g de alho

- 60 g de cebola

- 2 cubos de caldo de galinha

- 2 a quatro malaguetas (a gosto)

- Orégãos em rama

Preparação:


Lave bem os caracóis em água corrente antes de começarem a ser cozinhados. Certifique-se de que todos os animais estão vivos antes de os meter no tacho, retire as 'tampinhas' que fecham a casca, caso necessário.

Coloque- os num tacho largo e cubra-os com água até uma altura de dois dedos acima do nível dos caracóis. Deixe-os durante dez minutos até saírem todos da casca. Inicie a cozedura em lume brando, sem os temperos, que só deve adicionar depois de os caracóis terem morrido.

Após colocar todos os ingredientes, deixa-se cozinhar até levantar fervura. O molho só deve ferver durante três a quatro minutos. Os orégãos em rama são mergulhados durante a fervura e retirados mal se apaga o lume. Deve deixar os caracóis a repousar durante dez minutos antes de servir.

Receita de Ravioli de Caracol com suco de agrião e caviar de caracoleta: 


Faça o suco de agrião:

Deixe alourar cebola na manteiga, numa frigideira. Adicione talos de agrião e cozinhe alguns minutos. Adicione caldo de galinha. Frite 10 minutos. Adicione as folhas de agrião e cozinhe por 1 minuto. Misturar imediatamente para manter a cor.


Faça o ravioli:

Escorra e salteie os caracóis em espuma de manteiga. Adicione o alho picado e salsa fora do calor. Deixar arrefecer. Juntar ao ravioli os caracóis e adicionar um pouco de puré de batata msiturando com gemas de ovo para engrossar. Cozinhe os raviólis por 3 minutos em água fervente.

Montagem:

Organizar o ravioli em pratos de sopa quentes. Despeje o suco de agrião. Adicione um pouco de caviar de caracol e decore com algumas folhas de agrião. Obs:  Caviar de caracol - cada caracoleta põe apenas uma vez por ano uma centena de ovos de cerca de 4 gramas.

Para produzir um quilo de caviar de escargots, são precisas cerca de 260 caracoletas. É um produto raro daí o seu preço ser bastante elevado (entre 1600 e 2000 euros por quilo). 


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 9 Comentar
ordenar por:
mais votados
eu não sei fazer caracóis...
Só Deus!!!...
Mas sei cozinhar caracóis, com alho, vinho branco, azeite, malaguetas e oregãos, e são sempre divinais...
Boa pergunta, sim senhor
Não sei fazer caracóis... costumo comprar os ditos bichinhos e depois cozinhá-los.

Mas fazer caracóis, não sei...devem dar muito trabalho, por isso devem ser obra de Deus...

Já a pergunta foi obra do jornalismo (que nem pensa o que escreve)
Re: Boa pergunta, sim senhor
Fazer???
Eu não sei fazer caracóis. Sei é cozinhá-los como deve ser, à algarvia, e nada parecido com o que aqui é dito.
Re: Fazer???
Re: Fazer???
Tão perto e tão diferentes...
Já provaram as cabrillas sevillanas??? Ora bem... os sevilhanos sabem cozinhar os caracóis melhor que ninguém... ao ponto do molho ser melhor que os ditos... usualmente denominados por «cabrillas»... de calibre intermédio entre o caracol e a caracoleta... de chupar os dedos...
claro que sei
é so comprar um desfrisador de cabelo e ter o cabelo humido... ah... e nao convem deixar o desfrisador demasiado tempo senao queima o cabelo...
Re: claro que sei
Comentários 9 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub