19 de abril de 2014 às 19:22
Página Inicial  ⁄  Opinião  ⁄  A semana  ⁄  A SEMANA da papa, por João Vieira Pereira

A SEMANA da papa, por João Vieira Pereira

João Vieira Pereira
A papa Maizena

A 'velhinha' Maizena fez mais pela candidatura de Paulo Rangel ao Parlamento Europeu do que toda a máquina do PSD em três semanas. E tudo graças à inabilidade política de Manuel Pinho. Parece claro (a mim pelo menos) que as declarações de Basílio Horta sobre a proposta de Rangel para um programa para fomentar a mobilidade de jovens à procura do primeiro emprego não foram espontâneas. Só assim se percebe a necessidade de Manuel Pinho vir a público defender Basílio Horta. Só que, como habitualmente, Manuel Pinho provou porque não tem aptidão alguma para a política. "Paulo Rangel tem de comer muita papa Maizena para chegar aos calcanhares do dr. Basílio Horta", era talvez a pior frase que o ministro da Economia poderia ter dito. Augusto Santos Silva e Mário Lino, os ministros sempre suspeitos quando se fala de declarações polémicas, devem ter ficado cheios de inveja por esta verdadeira preciosidade não ter saído das suas bocas.

Se Paulo Rangel já tinha, com uma pré-campanha bem elaborada, marcado pontos todos os dias contra Vital Moreira, com este episódio ainda mais claro fica o desnorte entre o triângulo Vital, PS e Governo. Algo confirmado pelo próprio candidato do Partido Socialista às Europeias quando esperou dois dias inteiros para se demarcar, não das declarações de Manuel Pinho, mas do seu estilo...

Ana Jorge

Ao invés, muitos membros do Governo podiam olhar para a ministra da Saúde para aprenderem como se comunica. Com o mundo em aparente crise da gripe A, e desde o primeiro sinal de alerta, tem sido ela a liderar toda a comunicação aparecendo em esclarecimentos diários sobre o evoluir do que era há poucos dias uma pandemia. A segurança que transmitiu nas últimas semanas mostra como deve um membro do Governo portar-se numa situação de crise. A sua vasta experiência como médica de certeza que ajudou, mas não tenho memória de outro momento em que um ministro se dispõe a prestar contas todos os dias sobre a actuação do Governo usando um discurso pragmático e útil. Sobre a gripe A, a Organização Mundial de Saúde continua a falar em risco sério de pandemia lançando o alerta que num espaço de um ano um terço da população mundial pode estar infectada com o vírus. Actualmente estão infectadas 2300 pessoas em 26 países.

Cantinho da crise

1%


O Banco Central Europeu voltou a descer as taxas de juro numa tentativa de reanimar a economia. Apesar do nível histórico, este valor é ainda superior ao dos EUA e Inglaterra, onde as taxas estão, respectivamente, em 0% e 0,5%

Desilusão

Em três partidas Frederico Gil foi afastado na primeira ronda do Estoril Open. Apesar da derrota frente ao americano James Blake (16º do ranking mundial contra o 68º lugar de Gil), a crítica é unânime em elogiar o esforço do português. Sinceramente a mim deixou-me um amargo na boca ver o jovem português não aguentar a pressão depois de ter ganho a primeira partida. Um jogador a este nível nunca se deve dar por satisfeito por perder na primeira ronda de um torneio, ainda mais quando esse torneio é em casa. Será que a expectativa era demasiado alta para a qualidade do jogador? Pessoalmente acho que não. Espero que o futuro de Frederico Gil prove que estou certo.


Bloco de notas

"A crise e os desafios com que o país se confronta exigem alguns consensos transversais interpartidários"


"Um bloco central político é uma possibilidade como há também outras"


Jorge Sampaio, in 'Diário Económico'

"O PSD cometerá um erro se se aliar ao PS para governar o país"


Marcelo Rebelo de Sousa, in 'Público'

"Comigo, com certeza que não. (...) Isso é verdadeiramente impensável"


Manuela Ferreira Leite, in 'Público'


O maior centro comercial

+
Exemplo Quando o projecto arrancou não se imaginava a actual crise económica, mas não deixa de ser uma boa notícia a abertura de um espaço destes,com 279 lojas e 11 salas de cinema numa área total superior a 12 campos de futebol e que irá criar directa e indirectamente cerca de 10 mil postos de trabalho.

-
Excesso Portugal é sem dúvida um dos campeões dos centros comerciais. Espaços profissionalmente concebidos para consumir. Uma espécie de casinos para compras. Vivemos na cultura shopping: horas em intermináveis filas, constantes encontrões e permanente ilusão material, como se mais nada de agradável houvesse para fazer...


João Vieira Pereira

Comentários 0 Comentar
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub