45
Anterior
Putin pede pena leve para as Pussy Riot
Seguinte
14 feridos em explosão numa procissão no Vidago
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   A primeira página do Expresso

Opinião


Multimédia

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 45 Comentar
ordenar por:
mais votados
1ª página

Portugal/hospitais de topo: Com o PREC de direita em breve não teremos nenhum público. Um dia todos pedirão o cartão de crédito na admissão. Os de topo, ou não !!

Banco de Portugal: Mentira, quem assegura a solidez da Banca somos nós, os contribuintes, com as sociedades, os avales e injecções de graveto que por lá mete.

PSD recua: É óbvio, o caldinho estava feito para a camarilha, com leis absurdas e déspotas.

RTP2: Eu adoro esta gajada !!! Com anedotas tipo João Duque a liderarem processos de Comunicação Social; com gentalha tipo Relvas metidos até à medula; com os interesses de agenda e promessas feitas a terem de ser cumpridos; com lobos a reclamarem parte do quinhão; com a necessidade de "pagar" a financiadores de campanha; o todo liderado pelo farsola, a novela RTP só podia dar nisto: É o salve-se quem puder, interessa é dar alguma coisa para os calar !!
Re: 1ª página
Re: 1ª página
Re: 1ª página
Re: 1ª página
Re: 1ª página
Re: 1ª página
na xuxaria équera bau.
Mais p'ró parvo que outra coisa
Pois...
A esperança não está noticiada nesta 1ª página... nada diz, nem um ruido se ouve...
É uma primeira página que deve ter sido uma das mais difíceis fazer porque fazer jornalismo no abismo que vivemos a miséria já não é noticia.... E o que há para além desta miséria é mais miséria com o vazio de ideias e o futuro vazio de esperança.
Das noticias, temos:
  a do Banco de Portugal, acho que Carlos Costa está a pensar em voz alta...
A dos hospitais... não é noticia nenhuma, no abismo em que estamos pelo andar da carruagem há-de chegar a altura que deixarão de ser de topo para constipações e diarreias...
Quanto ao recuo do PSD... já se sabe o que acontece quando as autarquicas estão à porta... o pote ainda tem algo para lamber e assim saborear.
Quanto à Cândida, bem... diz que vai à Universidade de Verão falar sobre combate à corrupção mas não diz se vai para ensinar ou aprender... Se pensa que vai para ensinar então poderá dizer-se que vai lá entregar o ouro ao bandido o que deverá ser logo rejeitado pela maioria dos presentes por o tal ouro não ter qualidade. Se tem a noção da realidade e diz que vai lá para aprender... não é num dia nem num ano que irá saber alguma coisa dos que têm muito para lhe ensinar, no entanto acho que devia falar com o Relvas para lhe dar a receita.
Quanto à fotografia da cadeira ladeada com Zeinal Bava e Carrilho da Graça, bem... de facto o EXPRESSO soube pensar, é preferível a presença de uma cadeira que de um ministro...
Re: Pois...
Re: Pois...
5 *****
Re: 5 *****
Re: Pois...
na xuixaria équera bau.
Nova Edição. Para um alternativa. Isto está podre
A catastrofe que alastra pela Europa com o aumento da pobreza e miséria, andamos a comentar noticias previamente orientadasque só mantêm esta situação preversa e a nada conduzem. Seria muito mais importante o debate de alternativas a este estado de coisas e não insistirmos no ridículo de manter o sistema de ditadura dos mercados defendida por politicos ao serviço de interessesque nada têm a ver com os cidadãos, mas sim com interesses transnacionais, para além dos deles próprios,que dominam a actividade economica e os meios de comunicação social. São predadores implacáveis e as presas são os cidadãos incautos. Subtraiem às populções para adicionar à Banca, perante a passividade dos inocentes. E o mais preocupante não é a acção dos maus, mas o silêncio dos bons. Assiste-se ao desmantelamento, dissolução, desintegração, e destruição das identidades nacionais e da própia civilização, únicamente por razões ideológicas ultra liberais. Assiste-se por outro lado ao definhamento da Cultura com o advento deste sistema. Está a ser corroida de forma larvar os fundamentos da Democracia, transformada em inimiga do povo e não como um poder dele emanado. Portanto é urgente resistir a este pensamento únicoque nosquerem impôr. Mas a primeira condição para modificar a realidade consiste em conhecê-la, bem como às possiveis alternativas. Mas é dificil, dado o assalto feito à comunicação social. Instalou-se em Portugal uma estranha Democracia, onde uma minoria tudo recebe e o povo tudo paga.
Re: Nova Edição. Para um alternativa. Isto está po
na xuxaria équera bau.
Maus augúrios
O ataque da oposição comentarista é intenso e parece coordenado. Entrámos em plena fase do "se um diz mata-o o outro diz esfola-o". Este conjunto de leitores pinta um quadro negro, com miséria galopante, gente fechando hospitais e deixando os doentes à porta, pessoal esfomeado buscando uma bucha nos caixotes do lixo.

Mas não têm razão e alguns sabem-no bem. Mais, há, nalguns casos a tentativa deliberada de nos fazer esquecer que grande parte dos males presentes têm origem no saque sistemático e profundo de que fomos vítimas, pela camarilha socrática.
  Só as aventuras de Lino (computadores, auto-estradas,pontes,tgv's e aeroportos) gastaram metade da massa do empréstimo.
Diz o tacho para a panela "chega-se para lá, não me mascarres"parece ser um ditado apropriado para definir a actuação da brigada do mau agoiro.

Felizmente a situação, se bem que grave e de crise, está muito longe dos desejos expressados, as praias estão cheias, as pessoas vivem a sua rotina e continuamos a pertencer aos 20% com vida mais confortável.

Quanto à corrupção, à ineficácia, à incompetência e à bandalheira, nada de novo, tudo dentro do habitual de há 20 ou 30 anos.
Re: Maus augúrios
Re: Maus augúrios
Re: Maus augúrios
O gás inebriante
Re: O gás inebriante
Re: O gás inebriante
Re: O gás inebriante
Cândida Almeida explica:
Como se combate a corrupção, por exemplo, nas privatizações.
Assim ela lá foi explicando que com a venda da RTP, da TAP, da ANA, a corrupção, as luvas, as contrapartidas vão sofrer o maior boom da história portuguesa.
também disse que o país não vai ficar mais rico com essas privatizações, porque esse dinheiro nunca vamos saber quem o tem, ou onde foi aplicado.
Continuou a palestra, explicando que os mesmos que agora vendem, são aqueles que dentro de 1 ano ou 2 estarão á frente dessas mesmas empresas, que já estarão privatizadas.
Também explicou, ou pelo menos tentou explicar, como um partido político abre um banco, com a finalidade de favorecer os seus membros, militantes, associados, amigalhaços e familiares, desviando milhões, apropriando-se de outros tantos milhões, e no final, toda essa gente que ficou escandalosamente rica, não é chamada á justiça, não é obrigada a pagar o que roubou ao estado, e são os contribuintes como nós que ainda vamos pagar essa falcatrua digna de mafiosos,,com os nossos impostos, subsídios, saúde, educação, etc.
E dissertando sobre corrupção, também disse que ela, e o M. Público do qual faz parte, mais a M. José Morgado, que passa a vida a dizer que há corrupção, nunca mexeram a ponta de um corno, expressão nossa que gosto particularmente, para por um fim a essa mesma corrupção da qual elas adoram dissertar.
Ou combatem-na, ou calam-se para sempre.
Porque já nem as posso ouvir. ...
Re: Cândida Almeida explica:
Re: Cândida Almeida explica:
1ªPágina
Será que quando não houver mais nada para vender eles continuam por cá?
leis eleitorais só olham para o que lhes interessa, pois alterar as penas para os corruptos e criminosos certamente que iria afectar muito boa gente e ficávamos sem alguns agiotas.
Cândida a falar de corrupção? Deve ser alguma anedota.
Continuem a votar?
Insuburdinação nacional para correr com os
canalhas do poder. Não dá para comentar nada..................
A primeira página do Expresso
Finalmente começo a compreender que a Comunicação Social não queira dizer a verdade, pois se o povo já está a sofrer e de que maneira, para quê ainda vir-lhe lembrar. Há que tentar esquecer a fome que já se está passar a todo o custo. Descrever a situação real do País só nos envergonha, por isso o melhor mesmo é fazer como a avestruz. Já se foi a EDP, REN, Pavilhão Atlântico e no negócio do BPN nem vale a pena falar. A seguir virá a TAP, GALP, RTP, as Águas, Lixos etc. etc. . Quando o pote não tiver mais que lamber, pela certa uns vão ficar de barriga cheia e outros com ela vazia. Uns vão ficar com cadeiras, porque outros já ficaram com bancos. Uns vão ficar sem saúde porque outros já ficaram com hospitais. Enquanto uns vão ficar com cultura, outros com a ignorância. Enquanto uns vão ficar com a Justiça, outros vão ficar com medo dela.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/passos-portugal-no-bom-cam

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/bpn-fraude-sem-castigo.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/genro-de-cavaco-compra-pavilhao.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/08/algumas-nomeacoes-deste-governo-psdcds.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/anuncio-de-emprego-sem-comentarios.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/cavaco-silva-inscreveu-se-na-pide.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/zeze-camarinha-requerimento.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/o-emigrante-portugues-1965-2012.html
na xuxaria équera bau.
Quem é mais esperto o cão ou o carangueijo?....
youtu.be/0z2MwzcY05o
Por falar em hospitais...
Este será o nosso futuro, graças a este governo de malfeitores:

a5.sphotos.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-prn1/c22.0.403.403/p403x403/601647_3171500783710 61_1745297155_n.jpg
Re: Por falar em hospitais...
O hino nacional Italiano: Irmãos de Itália.

Nesta altura tão terrível e amarga, é bom ouvir os hinos nacionais.

Porque isto faz bem ao coração tanto mais que se pode ver neste vídeo a antiga e querida lira italiana.

Agora proponho aos Tugas o hino Italiano: Fratelli d'Italia = Irmãos de Itália.

www.youtube.com/watch?v=-Ag2b-Xb9no

        *********

Hã um truque para irmos diretamente ao vídeo, etc. indicado no link.

Basta selecionarmos o link e depois clicarmos nisso com o rato direito.

A seguir vai aparecer a voz: vai alla pagina www.youtube.com ... ou outro contacto ....
   
Clique de novo e o jogo é feito.

António - Itália

O hino nacional: Irmãos de Itália + DESPORTO.
Ó António
Re: Ó António
Re: Ó António
Re: Ó António
Re: Ó António
VENDA RTP2
Com a informação privilegiada fornecida pelo super-espião maçónico e “mano” do relvinhas, a ongoinga vai comprar isto. Vai ser uma grande negociata… O canal vai passar a designar-se CRR (Curso Relâmpago à Relvas). Vai ser uma espécie de “telescola superiora”e basta ter a televisão ligada para obter o diploma. O “rigoroso” controlo dos aparelhos ligados ao canal CRR é feito pela “rigorosa” empresa GFK-R (de relvinhas). De manhã, para os bem acordados, passam ciências exactas, naturais e tecnológicas; à tarde, hora da sesta, passam ciências sociais e humanas; à noite, hora do ó-ó passa ciência dos políticos chico-espertos e relações maçónicas e mafiosas internacionais. Todas as aulas nocturnas, gravadas, são ministradas pelo brilhante relvinhas. Um mês de ligação devidamente certificado pela GFK-R confere direito a bacharelato, dois meses corresponde a licenciatura, três meses conferem mestrado e quatro meses dão o grau de DOUTOR. Se tiver o aparelho ligado 24 horas por dia pode fazer três cursos em simultâneo. Isto vai ultrapassar largamente o sucesso das “NOVAS OPORTUNIDADES”. Até o p. coelho se vai também inscrever no curso nocturno para se doutorar… POVO ACORDA! FASCISMO NUNCA MAIS! 25 DE ABRIL SEMPRE!
Comentários 45 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub