15
Anterior
Governo e PS não se entenderam sobre Europa
Seguinte
Decisão final sobre Relvas saiu incompleta
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   A primeira página do Expresso

Opinião


Multimédia

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola, em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

United Colors of Gnocchi

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.


Comentários 15 Comentar
ordenar por:
mais votados
Maldito (des)Acordo Ortográfico!
Contrarrelógio! Que raio de palavra é esta?
É um "contra-relógio" à Louçã: contrarrrrelógio!
O Louça não sabe andar de bicicleta
Um jornal deve ser informativo e formativo
O pvo português bem precisava..............................
Vão comentar para o largo do rato
Até quando a população não se revolta?.......
A pesar de ser negado por governantes e instituições financeiras, Portugal está a sofrer os efeitos do fim de uma bolha imobiliária que mina a sustentabilidade de todo o sistema bancário.
O fim da 'febre do tijolo' está diariamente a arrastar para a falência construtoras e promotoras imobiliárias, a disparar o crédito malparado para níveis históricos, e a encher os balanços dos bancos com milhares de imóveis que não serão vendidos, ou que serão vendidos a uma fracção do preço.

O ‘buraco’ da bolha imobiliária não está reflectido nas contas da banca e poderá levar a uma nova vaga de capitalização do sistema se nada for feito, afirmam especialistas ao SOL.

A diferença do caso português face a outros mais conhecidos, como o espanhol ou irlandês, é que os preços da habitação nunca subiram ao ritmo destes países, o que tornou o fenómeno menos visível. «Os preços nunca aumentaram muito em Portugal porque a explosão da oferta foi acompanhada pela subida da procura devido à abundância de crédito barato», diz Paulo Soares Pinho, professor da Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa.
Rua com estes vendilhões da Pátria..
A Federação Nacional de Professores (Fenprof) levou ontem a cabo uma acção de rua no alto do parque Eduardo VII onde foram dados a conhecer os novos parâmetros de luta, ao mesmo tempo que foram largados alguns milhares de balões negros, simbolos de início de uma revolta implacável contra este governo da fome, da ignorância e da doença. Numa das primeiras acções, já a partir da próxima semana, a Fenprof propõe-se penhorar em Tribunal o edificio do Ministério da Educação (Palácio das Laranjeiras) para indemnizar professores pela falta de cumprimento das compensações por caducidade dos contratos, um direito constitucional que está ilegalmente a ser infringido.
Com origem nos EUA a Europa foi inundada
de valores bolsistas ficticios, seria atacada pelos emissores financeiros norte americanos por forma a disseminarem as suas astronómicas perdas.
  O resultado da operação foi uma gigantesca fraude que fez do suposto salvador, no caso o Goldman Sachs, o operador da derrocada da Grécia e de boa parte da Europa. Levando-se em conta somente os bancos franceses, a aventura grega custou 7 bilhões de euros : o BNP Paribas perdeu 3,2 bilhões, o Crédit Agricole, 1,3 bilhões, a Société Générale, 892 milhões, o BPCE, 921 milhões e o Crédit Mutuel, 359 milhões. Esse foi o custo só para o sistema bancário francês : os povos pagaram e pagarão em sacrifícios e privações muito mais do que isso. No meio desta grande mentira, há um personagem que hoje é central : trata-se de Mario Draghi, o actual presidente do Banco Central Europeu e grande partidário de terminar de uma vez por todas com o modelo social europeu. Draghi é um homem do Goldman Sachs. Entre 2002 e 2005 foi vice-presidente do Goldman Sachs para a Europa e, por conseguinte, estava a par da falsificação de dados sobre as finanças públicas da Grécia. Foi o seu próprio banco que estruturou a falsificação.
 
O esquema é recorrente. Perpretado por empresas financeiras falidas antes da crise e que agora são multimilionárias: sem que se saibam nomes (que decerto são relacionados com a actividade de António Borges como nº2 do Goldman Sachs.
Rua com este trapaceiro...e trafulha......
youtu.be/gNu5BBAdQec
A primeira página do Expresso
A noticia que hoje me chama a atenção é sem dúvida aquela em que já há pessoas que se propõem trabalhar por alimentação. Isto quer dizer que há fome em Portugal, por mais que alguns a tentem esconder e negar. Isto quer dizer que esta politica que está a ser seguida por este governo não pode continuar. Isto quer dizer que este governo falhou na economia e nas finanças. Se há um ano tínhamos uma dívida de 80% e hoje temos 118%, depois de aumentarem os impostos, de cortarem os subsídios, é caso para perguntar para que servem os sacrifícios, para que foi a compra dos submarinos, a vendadada do BPN, da EDP e da REN. O consumo alimentar em queda há 11 meses é a prova de que esta politica está errada, mas também a incompetência do governo. Todos os outros Países onde foi aplicada a teoria de Friedman ou seja o neoliberalismo, foram ao fundo e os povos à miséria.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/04/portugal-beira-da-catastrofe.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/04/destruicao-da-argentina-o-sonho-de-jose.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/05/catastroika-legendas-em-portugues.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/05/confissoes-de-um-assassino-economico.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/bpn-fraude-sem-castigo.html
A primeira página do Expresso
Houve aqui um protesto por parte de alguns comentadores, nos quais me incluí durante 15 dias. Aderi a ele embora não tenha concordado na totalidade, mas fi-lo porque penso estar a defender a Liberdade e a Democracia e ainda todos os jornalistas, porque não há dúvida que muita coisa está a correr mal neste Reino de sua Magestade do actual governo. Tudo se passa nas barbas da Comunicação Social, mas esta prefere antes ignorar, fazer de cega e surda. O que aconteceu ao jornalista Rosa Mendes da RDP teria sido o bastantes para fazer acordar a Comunicação Social em qualquer parte do Mundo. No entanto repete-se depois ainda mais grave no dia da greve geral e tudo continua em silêncio. Como não há duas sem três veio a seguir o caso da jornalista Maria José Oliveira do Público. Que mais será preciso. Falam no Freeport, na Face Oculta e nas PPP, que se ouve suborno não passa de trocos e esquecem o BPN a verdadeira causa da bancarrota do País.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/maiakovski-1893-1930.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/as-escutas-de-socrates-e-vara.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/familias-falham-pagamentos-de-800.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/desemprego-em-2000-39-2012-149.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/cortes-dos-subsidios-na-funcao-publica.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/bpn-fraude-sem-castigo.html

1ª Pagina
TC qual a verdadeira utilidade deste tribunal?
Este governo já deu mostras de querer melhorar a justiça neste país e erradicar a anarquia que reina neste país de criminosos impunes.
BPN multas muito baixas em relação ao prejuízo que deram.
Consumo alimentar cai, pois com a vergonha deste OM que temos só pode envergonhar os políticos, e muitas pessoas trabalham em troca de comida?
A qualidade de um país é demonstrada pela qualidade de políticos que tem.
É um "contra-relógio" à Louçã: contrarrrrelógio!
hehe
Este "contrarrelógio" é um contra-relógio à Louçã!
Contrarrrrelógio! hehe
A parte que mais gostei!
Desta primeira página é o sublinhado: "Até houve uma reunião durante um jogo de Portugal". Os sacrifícios que estes governantes e dirigentes fazem por nós... Faltam a um jogo de futebol de Portugal para debaterem assuntos do seu foro profissional. É realmente digno de uma primeira página, eu até acrescentaria colocaria em todas as páginas. No País do futebolês quem falta uma jogo não é boa rez!!! Políticos e jornalistas é tudo a mesma cambada. A ordem de valores das coisas reais da vida andam muito mas mesmo muito por baixo.
Comentários 15 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub