23 de abril de 2014 às 12:07
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  A menina que calou o mundo já é adulta
com vídeo

A menina que calou o mundo já é adulta

Em 1992, Severn Cullis-Suzuki tinha apenas 12 anos, mas calou uma sala cheia de políticos com um discurso sobre o ambiente, na conferência da ONU Rio-92. Vinte anos depois regressa ao Brasil para o Rio+20.
Mariana Cabral (www.expresso.pt)
Severn Cullis-Suzuki já tem 32 anos DR Severn Cullis-Suzuki já tem 32 anos

"Vocês, os adultos, têm de mudar o vosso modo de agir." Foi assim, sem rodeios, que uma jovem de 12 anos silenciou uma sala cheia de políticos, em 1992, na Rio-92, conferência da ONU sobre o desenvolvimento sustentável, que decorreu no Rio de Janeiro.

A canadiana Severn Cullis-Suzuki ainda era uma adolescente quando criou o grupo ambientalista ECO (Environmental Children's Organization - Organização das Crianças pelo Meio Ambiente) e decidiu viajar até ao Rio de Janeiro, para mostrar aos líderes mundiais que estavam a negligenciar o planeta.

Em seis minutos, com um discurso intenso - mas pragmático - em defesa do ambiente, a jovem arrancou aplausos em todo o mundo e até ouviu Al Gore dizer que o seu discurso tinha sido o melhor da conferência.

"Queria fazê-los pensar sobre as suas próprias crianças"


Vinte anos depois, aos 32 anos, Severn Cullis-Suzuki vai regressar ao Rio de Janeiro, para o Rio+20, como ativista ambiental, acompanhando o grupo "We Canada". Mãe de dois filhos, Severn confessa que não está "muito otimista", mas diz que continua a lutar pelas "gerações futuras",

"Fazer o discurso foi um momento muito poderoso. Lembro-me que me senti muito confiante. Entendia muito bem o motivo de estar ali e o que tinha que fazer. Eu também estava indignada. Queria certificar-me de que agiria como consciência para os líderes. Queria fazê-los pensar sobre as suas próprias crianças", recordou, em entrevista à "Veja".

"Fiz muitas coisas em 20 anos. Mas aquele foi o momento mais famoso e certamente mudou a minha vida. Acho fascinante. As pessoas responderam de maneira tão forte àquele discurso porque a imagem, a ideia e a realidade de uma criança falando a verdade ao poder é uma mensagem que faz as pessoas pensarem sobre suas próprias crianças, sobre as gerações futuras, pelas quais somos responsáveis", explicou.

O vídeo com o discurso de 1992 foi visto online por mais de 18 milhões de pessoas, mas Severn Cullis-Suzuki duvidou da sua eficiência. "É difícil avaliar a influência que tive na consciência das pessoas. Hoje, 20 anos depois, diria que não conseguimos transformar o mundo num local mais sustentável".

A ativista também se mostrou muito desiludida com o seu país de origem, o Canadá, pelo abandono do protocolo de Kyoto e admitiu que, por todo o mundo, se avançou muito pouco na proteção ao meio ambiente nos últimos anos.

"Precisamos de uma mudança de paradigma para que o planeta tenha hipótese de sobreviver. Não sei qual será o legado da conferência [Rio+20]. Vamos descobrir no final."



Veja o vídeo com o discurso de Severn Cullis-Suzuki, em 1992:
Comentários 30 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
A verdadeira atitude de ser adulto
É muito interessante que apesar deste video ser de 1992 se ver por alguns dos comentários aqui postados que a mentalidade do ser humano adulto continua na mesma, ou seja centrado no seu ego, umbigo e crenças. Caros amigos, para osmais ceticos informo que é possivel se viver e governar este nundo de uma forma biosustentavel e não egocentrica e gananciosa. Não precisamos de muito para viver, nem de muita ciência. Alias muitos dos grandes Seres humanos que temos como referencia e que ja pisaram este mundo pouco ou nada tinham de material. Uma coisa é o que nos fazem crer que é a realidade, outra é o que é a verdadeira realidade. É simples resolver esta situação é so deixarmos de ser tão gananciosos e respeitarmos o nosso proximo e isto inclui animais e plantas. Apesar das guerras mais atroses que já passaram por este mundo o ser humano parece que nunca mais aprende. Somos realmente uma praga neste mundo e nem sequer mereciamos viver no mesmo. Lanço um desafio aprendamos com os jovens esses pelo menos ainda não estao muito viciados na sua visão. Bem Hajam a todoas e abram esses olhos, façam a verdadeira diferença e deixem-se de tretas.
Eu lembro-me disto...
Foi de facto um momento muito poderoso, ficou tudo boquiaberto com a clarividência de uma criança de 12 anos, infelizmente essa clarividência raramente se encintra nos nossos líderes, dá Deus nozes a quem não tem dentes...
Re: Eu lembro-me disto... Ver comentário
Contas elementares... Ver comentário
Re: Contas elementares... Ver comentário
Obrigado, meu caro... Ver comentário
Re: Contas elementares... Ver comentário
Re: Contas elementares... Ver comentário
Re: Contas elementares... Ver comentário
Re: Eu lembro-me disto... Ver comentário
20 anos... não são nada!!
Já (re)ouvi este discurso...e ainda Hoje eu sinto um nó na garganta..e as lágrimas surgem.
Lamento mesmo, que em 20 anos..muito pouco..ou quase nada tenha sido feito.
Sei, e tenho a consciência que devo ser, uma, das últimas utópicas!
Re: A menina que calou o mundo já é adulta
Folclore do biodesagradável. Até Al Gore, esse bastião da eco-verdade aplaudiu. Entretanto só lhes faltou tomates para se manifestarem contra a política de uma-central-eléctrica-por-semana da China, sempre a queimar carvão, que se tornou responsável por uma percentagem de emissões igual a do Japão, América e Europa combinados. Siga a banda.
Re: A menina que calou o mundo já é adulta Ver comentário
Re: A menina que calou o mundo já é adulta Ver comentário
Pode ser que agora medite sobre
os disparates que disse. Mas não me parece.
e o que faz as crianças terem acesso a televisao
depois acham que o mundo tem que ser como a disneylandia....
  todos sabemos que a poluiçao destroi a terra....
  mas tambem sabemos que a poluiçao e consequencia do progresso e da sobrevivencia de muita gente....
  ou sera que esa tolinha acha que para preservar os salmoes terao que desaparecer quem deles faz petiscos em restaurantes ou os pesca ou os transforma em oleos esenciais para a saude....
o ocidente ja esta a fazer como as naçoes arabes... a frente do exercito ja colocam crianças..como escudos humanos...o que e grave e que depois... esquecendo anteriores teatros, aprovam as leis do aborto.
Re: e o que faz as crianças terem acesso a telev Ver comentário
la tinha que vir a lenga lenga dos comunas caviar Ver comentário
Re: la tinha que vir a lenga lenga dos comunas ca Ver comentário
Re: la tinha que vir a lenga lenga dos comunas ca Ver comentário
Re: la tinha que vir a lenga lenga dos comunas ca Ver comentário
Re: la tinha que vir a lenga lenga dos comunas ca Ver comentário
Re: la tinha que vir a lenga lenga dos comunas ca Ver comentário
vai fumar ganzas para a atalaia...... Ver comentário
Pidezito actimel. Ver comentário
pelos vistos nao seguiste o meu conselho... Ver comentário
As aparencias
Vivemos num mundo de aparencias, de emoçoes passageiras. Se os mass media nao pegam nas historias, nas pessoas, estas rapidamente caiem no esquecimento. Foi muito bonito ouvir a Severn criança discursar, mas depois la veio a bola e um qualquer escandalo politico e puff.... o impacto desapareceu. Enquanto nao deixarmos de admirar a malta do dinheiro pelo dinheiro nunca conseguiremos mudar esse tal paradigma de que a Severn fala. E sairemos sempre a perder.
Re: As aparencias Ver comentário
Re: As aparencias Ver comentário
Enquanto isso...
Cerca de 97% da superfície da camada de gelo que cobre a Gronelândia derreteu este mês, o degelo mais vasto de que há registo nos 30 anos de observações de satélite da ilha, alertou a NASA.

A conclusão dos cientistas baseia-se em imagens captadas por três satélites diferentes, segundo as quais o degelo foi particularmente rápido entre os dias 08 e 12 de julho.
Entre esses quatro dias, a área derretida passou de 40% do total da superfície da camada de gelo para 97%, o que significa que a quase totalidade da camada sofreu algum derretimento - desde as extremidades finas próximas da costa até ao centro, com mais de três quilómetros de espessura.

Num comunicado divulgado no site da NASA na terça-feira, os cientistas admitem que a diferença entre as imagens do dia 08 e do dia 12 era tão grande que pensaram haver algum erro.

«Era tão extraordinário que no início questionei o resultado: era mesmo real ou devia-se a um erro dos dados?», diz Son Nghiem, do laboratório de propulsão a jato da NASA em Pasadena.

Os investigadores afirmam que, num verão normal, cerca de metade da superfície da camada de gelo da Gronelândia derrete e, enquanto nos pontos mais elevados a água volta rapidamente a congelar, perto da costa alguma da água é retida pelo gelo e o resto perde-se no oceano.

Este foi o segundo acontecimento invulgar na Gronelândia em poucos dias, depois de um icebergue do tamanho da ilha de Manhattan se ter separado do glaciar de Petermann.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub