27
Anterior
Banco Alimentar angariou mais de 2950 toneladas de mantimentos ...
Seguinte
Alterações climáticas em discussão na África do Sul
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   70% dos portugueses querem ficar na zona euro

70% dos portugueses querem ficar na zona euro

Pelo menos 70% dos portugueses querem continuar na zona euro, mas só 36,5% concordam com austeridade exigida por Bruxelas
Lusa |

Cerca de 70% dos portugueses sentem-se cidadãos europeus e dizem que Portugal deve permanecer na zona euro, mas apenas metade considera que a adesão à União foi positiva e só 36,5% concorda com a austeridade "exigida" por Bruxelas.

Estas são conclusões de um estudo de opinião feito pela empresa Eurosondagem para o Instituto Europeu, da Faculdade de Direito de Lisboa, a que a agência Lusa teve acesso.

A sondagem será divulgada no congresso internacional sobre os 25 anos da adesão portuguesa à então Comunidade Económica Europeia, que arranca hoje em Lisboa e é organizado por aquele instituto.

50% consideram adesão à Europa positiva


Segundo o estudo, 69,6% dos inquiridos afirmaram que se sentem cidadãos europeus e 73,8% responderam afirmativamente à questão: "Portugal deverá continuar no euro?", enquanto 20% disseram que não e apenas 6,2% manifestaram dúvidas ou disseram não saber ou recusaram responder.

Apesar desta maioria clara de apoio à permanência na zona euro, só 36,5% disseram concordar "com as políticas de austeridade exigidas pela União Europeia", enquanto pouco mais de metade (52,5%) responderam "não" a esta questão.

Paralelamente, 53,6% disseram que "os atuais poderes da União Europeia" não são "adequados para lidar com a crise". Aqueles que pensam que sim são 33%.

Também foram apenas metade (50,5%) os que disseram que "os resultados da adesão de Portugal à Comunidade Europeia foram positivos". Nesta questão, 34,9% responderam "não" e 14,6% não responderam, disseram ter dúvidas ou que não sabiam.

Segundo a ficha técnica, o estudo de opinião foi feito entre 15 e 17 novembro, através de entrevistas telefónicas. O universo é a população portuguesa com 18 anos ou mais, residente em Portugal continental, e os resultados baseiam-se em 1010  entrevistas. O erro máximo da amostra é de 3,08%.


Opinião


Multimédia

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Costeletas de borrego com migas de castanhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 


Comentários 27 Comentar
ordenar por:
mais votados
70% DOS PORTUGUESES QUEREM FICAR NA ZONA EURO ?
Mas com Euros ... é que sem Euros não vale a pena ... de bolsos vazios ... a zona ... não é lá muito importante ...
Portugal confundido
Os portugueses querem uma Zona Euro diferente. Mas se as regras mudarem no sentido que os portugueses desejam, a Alemanha sairá certamente da Zona Euro. Dada esta contradição, os resultados desta sondagem terão que mudar bastante à medida que se forem desenrolando os acontecimentos.
70% A FAVOR
70% são a favor, porque não têm noção do que isso significa.

Quer o BCE emita mais moeda, quer sejam emitidas Obrigações europeias, ou mesmo que a Sra. Merkel consiga a sua "Europa a 3 velocidades", o mais certo, é haver uma inflação galopante.

VÃO MUDAR DE IDEIAS quando os mesmos 500 euros valerem 250...
Re: 70% A FAVOR
Re: 70% A FAVOR
Re: 70% A FAVOR
Re: 70% A FAVOR
Re: 70% A FAVOR
Hum...
Como explicar a Europa a uma neto e o falhanço de Portugal na Europa do euro:
Suponhamos que há um grande terreno, onde os donos de um condomínio têm áreas. Uns têm maiores, outras menores. Nesse enorme terreno há galinhas. Umas pertencem aos vizinhos com maior área e outras aos de menor área, com um número de galinhas e de milho proporcionais à sua área dentro do total.
Convencionaram os vizinhos que as galinhas comiam todas do mesmo milho, assim uma espécie de milho comunitário, ou euro.
Claro que o lucro que todos produzem são ovos.
Ao aderir um novo vizinho, são-lhes dadas galinhas e milho, convencionando-se têm determinado espaço tempo para por as galinhas a dar ovos, o que lhes vai proporcionar novo milho.
Ora alguns novos aderentes ao projeto, ao lhes ser dado as galinhas e o milho, tinham chacais no seu terreno, que comeram as galinhas e nem o milho escapou.
Hoje torcem a orelha e não deita sangue.
Nem milho, nem galinhas, só terreno vazio.
- E os chacais, vô? - pergunta a criança.
- Oh!... Esses, como sempre vão comer outros milhos para outras áreas. São animais de grande mobilidade.
- Mas, vô, quem são as galinhas?
- Somos nós, querido, que transformamos o milho em ovos.
- Hum. Agora entendi por é que tua andas sempre a dizer palavras feias.
- É. Filhos da pu...
Re: Tonteria...
Re: Tonteria...
Re: Tonteria...
Re: Tonteria...
Re: Tonteria...
Re: Tonteria...
Po outro lado
Por outro lado 30% dos Portugueses querem sair da UE. É preciso ter cuidado com a forma como se interpretam dados de estatísticas. Números são número e valem o que valem e embora se possam tirar conclusões favoráveis à pretenções europaístas, temos sempre que ver o outro lado. Entretanto, para uma população total de mais de 10.000.000 de pessoas, 1010 entrevistas dificilmente será uma amostragem fidedigna.
Se o euro acabar!!!
O euro ou continua com toda a gente ou acaba a 100%. O desastre nacional será se ele acabar para os "incumpridores (PIIGS) e continuar para os arianos.

Se o Euro acabar e cada um voltar a ter a sua moeda, as dívidas terão que obrigatoriamente ser convertidas em cada uma das moedas nacionais.

Como no caso Português a desvalorização da moeda terá que no mínimo ser de 50%, isso significa que para os bancos credores (Que foram buscar o dinheiro em moeda forte (Dólares, etc) cada desvalorização das moedas nacionais será como facadas nos seus corações (Por isso +e que os EUA estão preocupados).

Manter o Euro numa grupo mais restrito de países e expulsar os "Semitas (PIIGS) será como a passagem dos exércitos do Hitler em cada um destes países (Só que bastante pior).
Re: Se o euro acabar!!!
Re: Se o euro acabar!!!
Re: Se o euro acabar!!!
Ainda há 2 anos atrás.....
Os Portugueses eram mais europeístas que o maior burrocrata federalista de Bruxelas. (As sondagens indicavam sempre 95% ou mais de respostas positivas).

Hoje ficam-se pelos 50%!

No próximo ano será ainda mais baixa.......
Pois... pois...
Mais uma sondagem necessária para tentar evitar mais estragos ao esquema mafioso que é esta UE, e manter as pessoas submissas.
Se é verdade então o cavaco e o sócrates estavam errados quando não quiseram que o tratado de Lisboa fosse referendado... Afinal vá-se lá saber porquê...
Re: Pois... pois...
nigel farage teve sempre razão
O fim de uma época
Mete-me piada o facto de ser destacado nesta sondagem que "70% dos portugueses querem a manutenção de Portugal no euro" (já repararam que é superior à percentagem de portugueses que se sentem cidadãos europeus?), o que é óbvio tendo em conta a atmosfera de terror que imediatamente é levantada pela comunicação social cada vez que alguém fala disto, impedindo qualquer discussão. Sinceramente, nem sei como não são mais...

Mas o mais relevante desta sondagem é a queda abismal do "europeísmo" em Portugal. É absolutamente impressionante. Os pró-Europa são hoje pouco mais de metade do total. Talvez seja tempo de acabar com o discurso euro-demagógico e discutir de uma vez por todas as coisas com clareza e sem subterfúgios. Tal como aliás devia ter sido feito na altura da adesão ao euro. Acabou definitivamente o Portugal pró-europeu primário, de rabo a abanar. E ainda bem, digo eu.
Sondagem?
Não fui tido nem havido nesta sondagem, aliás nas já milhares de sondagens que tenho lido ao longo das últimas 3 décadas, nunca me foi dada hipótse de responder... Por isso, EU não pertenço a esses 70% de portugueses que pretendem ficar na zona euro, nem sequer fui tido e havido aquando da adesão à CEE/UE. Pena que a minha idade já não permita cavar daqui para fora e ter de gramar toda esta ladroagem de corruptos...
Aonde estão os estudos???
Que portugueses?
É que nunca fomos chamados a opinar para a entrada na CEE; para a entrada na Moeda Única; para o Tratado de Lisboa (embora se tivesse revisto a Constituição para esse efeito)....nem seremos para sair!
Os portugueses, infelizmente, comem o que lhe põem na mesa e, de vez em quando, colocam umas bandeiras nas janelas, principalmente se for para o futebol. Nesta altura são os Pais-natal chineses dependurados nas varandas!
Comentários 27 Comentar

Últimas

A uma decisão da final

Numa altura em que as equipas estão a uma decisão da final da segunda volta do Global ...

Ver mais

Pub