Login
 
Login
Conteúdos produzidos por
Carteira
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Dinheiro  ⁄  5 formas seguras para fazer pagamentos online

5 formas seguras para fazer pagamentos online

Fazer compras online pode ser vantajoso e, sobretudo, muito cómodo. Saiba quais os meios seguros que dispõe para efetuar pagamentos na internet. Clique para visitar o canal Dinheiro
Rute Gonçalves Marques (www.expresso.pt)
Basta um clique para realizar as suas compras a partir de casa DR Basta um clique para realizar as suas compras a partir de casa

A internet revolucionou a forma como estamos no mundo. Hoje em dia pode ir ao banco enquanto está a tomar o pequeno-almoço, pesquisar informação como se estivesse numa biblioteca, assistir a concertos na primeira fila do seu sofá, conversar a baixo custo com o familiar que está no outro lado do mundo. Tudo isto à distância de um click.

Mas uma das atividades prediletas dos portugueses é mesmo ir às compras. Discos, jogos de computador, material informático, roupa, sapatos, material de decoração, artigos novos ou em segunda mão, tudo se pode encontrar na realidade da internet. À parte dos cuidados que deve ter para não deixar os seus dados financeiros caírem em mãos alheias e na escolha de sites de confiança para fazer compras, há outro fator a ter em conta: a forma de pagamento. Escolha uma que seja segura e, de preferência, gratuita.

Regra geral, seja qual for o meio escolhido para efetuar o pagamento, os custos da operação são imputados ao comerciante e não ao cliente. Porém, algumas lojas online optam por acrescer esse valor ao custo total da compra. A única exceção é o cartão de crédito, que quase sempre tem associado uma anuidade.

Cartão de Crédito
American Express , Mastercard , Visa ... Seja qual for a marca ou banco associado ao cartão, este é um dos modos preferenciais dos portugueses na hora de comprar a sua viagem ou mandar vir a sua série de televisão preferida. Para utilizar o seu cartão de crédito para fazer compras online apenas necessita do número, data de validade e o código de segurança. Muito cuidado na hora de fornecer os seus dados, por isso é muito importante ter confiança na loja onde vai fazer compras.

Paypal
Especialmente concebido para fazer pagamentos online, o Paypal permite que pague através de Visa, American Express ou Mastercard de forma bastante segura. Para ter acesso, apenas terá de se registar no site e associar ao seu registo os cartões que pretende utilizar para pagamentos online. Este é um dos meios preferidos para fazer compras online em todo mundo por uma razão muito simples: os seus dados (ou melhor da sua conta corrente ou cartão de crédito) nunca são revelados à loja online.


MBNet
O que é nacional é bom. Se não é adepto dos cartões de crédito, o MBNet é a solução ideal para si, pois para se registar apenas precisa de ter um tradicional cartão de débito associado à sua conta. Uma vez tendo feito registo, ser-lhe-á atribuído uma identificação e um código secreto. Sempre que quiser fazer um pagamento, apenas terá de ir à página do MBNet e criar um cartão temporário, que só pode ser utilizado uma vez. Este método é bastante seguro, porque não é necessário colocar os dados do seu cartão de débito na internet.

Moneybookers
O Moneybookers é uma espécie de conta de banco virtual que permite fazer compras online, transferir dinheiro e fazer depósitos. Este é o método predileto dos adeptos de poker online e de outros jogos, porque o cliente só gasta o dinheiro que tem disponível nessa conta virtual e, mais uma vez, não está a revelar dados pessoais. Para aderir, apenas necessita registar-se no site e fazer uma transferência de dinheiro para essa conta. Simples.

Paysafecard
Para os mais jovens, o Paysafecard é a opção ideal para fazer compras através da internet. É rápido, prático e não é obrigado a fornecer o número de cartão de crédito ou qualquer outro dado relacionado com a sua conta, além disso o plafond do cartão não vai além dos €100. Este cartão pode ser comprado em qualquer loja Payshop e lojas CTT. De referir que no primeiro ano, não cobra taxas administrativas, passado esse período passa a cobrar €2 por mês.

Comentários 0 Comentar
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub