0
Anterior
Egito pede ajuda para recuperar dinheiro roubado na era de Mubarak
Seguinte
Milhares de egípcios aguardam na Praça Tahrir os resultados das eleições
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Atualidade  >  Crise no Egito  >   Mubarak, dado como morto, estará em coma

Mubarak, dado como morto, estará em coma

A morte do ex-Presidente do Egito, ontem à noite anunciada pela imprensa internacional, está por confirmar. As dúvidas são muitas, mas tudo indica que Hosni Mubarak se encontrará em estado de coma, na sequência de um AVC. Clique para visitar o dossiê Crise no Egito
agências e imprensa internacional |
Hosni Mubarak, em agosto de 2011
Hosni Mubarak, em agosto de 2011 / Egypt TV/Reuters

A julgar pelas notícias divulgadas esta manhã por agências internacionais, o Presidente deposto do Egito, Hosni Mubarak, não morreu mas estará em estado de morte cerebral. De acordo com a imprensa oficial egípcia, o diagnóstico foi feito logo após o antigo dirigente ter sofrido um AVC e uma paragem cardíaca. E, em declarações à agência EFE, o advogado de Mubarak, Farib el Dib, negou a sua morte clínica. Fonte da Junta Militar, citada pela agência Mena, afirma que o ex-governante "está completamente inconsciente e ligado ao ventilador".

Clique para aceder ao índice do dossiê Crise no Egito

A contraditória notícia da morte de Mubarak correu mundo terça-feira à noite. A agência de notícias estatal egícpia, Mena, citando fontes médicas, foi a primeira a noticiar que Mubarak estava clinicamente morto. Mas um jornalista da televisão estatal egípcia, no hospital militar de Maadi, assegurou esta manhã, que o ex-Presidente do Egito está inconsciente e ainda sobrevive porque está ligado a um ventilador.

Segundo fontes citadas pela agência EFE, o ex-mandatário, 84 anos, foi transferido ontem à noite do centro médico da prisão de Tora, a sul da capital, onde não havia o equipamento necessário para o tratamento na sequência do AVC, para o hospital militar de Maadi, no Cairo. Fontes citdas pela agência EFE referem que os médicos não conseguiram dissolver o coágulo existente no cérebro do ex-Presidente, mas não descartam a realização de uma cirurgia. O Ministério da Saúde deverá divulgar em breve um comunicado sobre o estado de saúde de Mubarak.

Entretanto, enquanto Hosni Mubarak agoniza, e os resultados oficiais das eleições de domingo não são divulgados, milhares de egípcios - incrédulos relativamente à morte anunciada do ex-Presidente - enchem, desde a noite de ontem, a praça Tahrir, em protesto contra a Junta Militar que voltou a controlar o poder legislativo.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 0 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub