Siga-nos

Perfil

Expresso

  • Adriano Nobre

    Ministro adjunto era um dos rostos do dossiê da descentralização e terá agora como principal tarefa assumir a reforma na gestão da floresta, prevenção e combate a incêndios. Amigo de longa data e homem de confiança do Primeiro Ministro, foi considerado, pela sua experiência, a solução lógica para tentar conter danos no ministério que se transformou no principal foco de problemas para o atual Governo

  • 24 horas no inferno

    João Santos Duarte

    Um dia de fogo e terror como não se via há mais de uma década (523 incêndios num só dia); uma ministra que não se demitiu antes, mesmo que fosse mais fácil ter tido as férias que não pôde ter, e que agora acabou por não poder mais adiar o inadiável; um primeiro-ministro que diz que os portugueses são adultos para perceberem que não há varinhas mágicas que resolvam os problemas. E, pelo meio, a verdadeira tragédia: pelo menos 41 mortos, mais de 60 feridos e dezenas de pessoas que perderam tudo o que tinham. Este é o filme das 24 horas mais dramáticas que o país viveu recentemente, apenas quatro meses depois da tragédia de Pedrógão Grande

  • Mulheres a mandar nas autarquias, procuram-se. Em 1976 eram cinco, hoje são 31

    São apenas 10% dos presidentes de câmara eleitos dia 1 de outubro. A conquista do poder pelas mulheres teve avanços e recuos nos últimos 40 anos. Porque será? As primeiras mulheres a serem eleitas em 1976 recordam as dificuldades, as reuniões a que presidiram e as conquistas. “Hoje a intervenção feminina é mais robusta, informada e acutilante”, diz a veterana Maria de Lurdes Breu, que esteve cerca de 20 anos à frente da Câmara de Estarreja

  • Incêndios: como podemos aprender com os espanhóis

    Nos últimos cinco dias, a Galiza também tem estado a arder, há registo de quatro mortos e a Junta da Galiza atribui culpa à meteorologia e aos “fogos que vêm de Portugal”. Mas nas últimas três décadas a comunidade espanhola tornou-se um caso de estudo ao mudar o sistema de prevenção e combate aos incêndios, conseguindo diminuir a área ardida para metade (texto publicado na edição do Expresso de 29 de setembro de 2017)